Porque votamos na Dilma!

34. A Suécia é aqui

Posted on: outubro 27, 2010

Acabo de chegar da Suécia e, olha, se tem uma coisa que aquele país tem é bebê chorando no metrô, no ônibus, no aeroporto, no avião… enfim, no seu ouvido. Como parte da viagem visava economizar tempo e dinheiro, alguns trajetos dentro do país foram planejados como “tempo para dormir”. Mas não dormi. Não consegui acreditar no meu azar, sempre estar no vagão de dois ou mais bebês
Até que, curioso, questionei meu amigo sueco. Aquilo não é normal, definitivamente. Tem algum prêmio pra ter bebê??
Ele explicou que, na Suécia, todo pai recebe dinheiro para a assistência de um filho. Ou de dois, ou de três… acima de três, o auxílio fica ainda maior. E é proporcional ao seu salário: quanto mais você ganha, maior é o seu benefício.
Na Finlândia, o país considerado número 1 em educação em todo o mundo, se uma criança falta a aula por 2 (dois!) dias consecutivos sem explicação, a polícia vai até sua casa ver se está tudo certo.
O que isso tem a ver com o Brasil? Bom, o bolsa-família, o tal “apoio paternalista e populista” do atual governo nada mais é do que o Estado tomando responsabilidades sociais – o mesmo que acontece na Suécia, na Finlândia, na Dinamarca e na Noruega (países bem atrasados, como você deve saber).
Lá, vi gente criticando a educação, o salário ruim dos professores, e fiquei MUITO P*%# porque olha, se vocês vissem as universidades de lá, vocês iam entender do que eu tô falando.
Sim, nosso sistema de ensino tem muito a melhorar. O salário dos professores tem que ser maior – bem maior -, as escolas têm que ser reformadas e os alunos têm que ter um meio de chegar até elas. Esse papo de que “temos que melhorar as escolas e não dar bolsa-família” é besteira, porque o bolsa-família não exclui a melhoria das escolas. Ele, inclusive, deveria melhorar – uma vez que mais pessoas vão às aulas, mais pessoas podem reivindicar aquilo que é preciso para uma boa educação.
Em 5 anos de faculdade, pude ver melhoria intensa a cada ano que passou. Não passei por nenhuma greve – nem uma sequer – enquanto minha irmã, que estudou na mesma faculdade federal no período FHC teve meses de greve. Eu concluí um curso de 4 anos em 5 porque tive oportunidade de fazer intercâmbio, ela terminou com o mesmo atraso, mas por causa das greves.
Voto na Dilma porque acho que o lugar da criança é na escola, de barriga cheia. Sem limpar as mãos depois das eleições. Nenhum indivíduo é o grande salvador e as mudanças na educação devem ser constantes durante todo o período do mandato.

Mais dados sobre educação no período Lula x FHC aqui e aqui.

Rafael Mattos, 24 anos, radialista e admirador da Escandinávia.

Anúncios

2 Respostas to "34. A Suécia é aqui"

Soi cineasta, o blog que inseri se refere ao filme atual que estou trabalhando.
Mas con relação ao seu post, mesmo com os incentivos que existem para os pais fazerem filhos, a taxa de natalidade européia, escandinava e de adjacencias , está em queda livre, já batendo no negativo. Recentemenmte lí uma reportagem falando sobre isso. Em 2030, 45% da população Brasileira estará com mais de 30 anos. A continuar as taxas atuais , segundo a ONU, em 2035 a taxa de crecimento média do mundo estará tecnicamente em zero, ou seja o mundo começará a envelhecer. Em 2040 a idade média do brasileiro será de 45 anos e do planeta proximo a isso. Preocupados com isso todos os países estão começando a de mexerem no sentido de não ter uma previdencia social falida. A França sob protestos, aumentou a idade de aposentar em 2 anos, o mesmo fez a espanha e itália, Canadá, estados unidos, e o brasil parece ainda entravado nesse assunto. Nossa previdencia já está falida. Esse será um desafio e terá que ser feito agora nessa gestão do proximo presidente seja ele quem for. O lula virou e mexeu, enrrolu, enrrolou e não fez nada de realmente efetivo , a não ser o tal do fator previdenciário que na verdade não resolveu o problema.

Muito bem Rafael, esse tipo de comentário é fundamental pra gente mudar nossa perspectiva e comparar um pouco nossa realidade com outros países. Parabéns!

Comentários encerrados.


  • Nenhum
  • João: Caro, Mildred. Obrigado pelo comentário. Os textos aqui publicados são baseados em nossas experiências e percepções da realidade. Para esta p
  • Mildred: Não tenho 'medo' de democracia, mas sim da HIPOCRISIA praticada pelo PT que sempre se colocou contra todos os erros e falcatruas do restante dos par
  • Leon Unger: Soi cineasta, o blog que inseri se refere ao filme atual que estou trabalhando. Mas con relação ao seu post, mesmo com os incentivos que existem pa
%d blogueiros gostam disto: