Porque votamos na Dilma!

9. Depoimento da Profª Maria Tereza Serrano Barbosa

Posted on: outubro 13, 2010

Sou pernambucana e fui militante do PT desde o seu início em 1980 e até 1985, quando foi criado o grupo denominado articulação. Este  grupo assumiu o PT e ameaçou uma das coisas mais bonitas e estimulantes do partido: sua democracia interna, legítima, participativa, espontânea  e generosa. Desde então, não militei mais no partido e as minhas opções nas eleições nunca foram partidárias. Em 1989 e 1994, votei no Brizola no primeiro turno e em Lula no segundo. Em 2006, votei e fiz campanha para o Cristovam Buarque no primeiro turno.

Quando FHC ganhou em 1994, lembro de ter dito: “o Brasil pode comemorar ao ter um sociólogo progressista como presidente”. Ledo engano. O governo FHC nos seus 8 anos abandonou as universidades públicas (sou professora universitária), vendeu as empresas públicas a preço de banana, não reduziu as desigualdades sociais, foi conivente com a corrupção e aumentou muito a dívida externa.

Assim, estes 8 anos do governo Lula fizeram resgatar em mim e em grande parte da população a esperança de construirmos um país melhor, com melhores índices educacionais e com uma Universidade pública inclusiva e com qualidade, permitindo que tanto os conhecimentos produzidos, quanto as pessoas formadas tenham o compromisso de reverter as imensas desigualdades sociais deste país.  Por mais mágoa que eu possa ter pelo fato do PT não ter se mantido a altura dos meus sonhos, não posso fechar os olhos ao fato de que milhões de brasileiros sairam da miséria, ao fato de que as Universidades públicas estão fortalecidas e foram ampliadas e que as políticas educacionais implementadas estão finalmente permitindo enxergar uma luz no fim do túnel. Todos nós nas Universidades estamos, na graduação ou na pós-graduação, discutindo a necessidade de contribuir com a redução das imensas desigualdades brasileiras. 

Voto Dilma porque continuo querendo um Brasil mais justo e igualitário e tenho certeza que nem o Serra, nem os que o apóiam desejam o mesmo país que eu!

Maria Tereza Serrano Barbosa, 57 anos

Residente do Rio de Janeiro

Doutora em Epidemiologia e professora da UNIRIO

Anúncios

  • João: Caro, Mildred. Obrigado pelo comentário. Os textos aqui publicados são baseados em nossas experiências e percepções da realidade. Para esta p
  • Mildred: Não tenho 'medo' de democracia, mas sim da HIPOCRISIA praticada pelo PT que sempre se colocou contra todos os erros e falcatruas do restante dos par
  • Leon Unger: Soi cineasta, o blog que inseri se refere ao filme atual que estou trabalhando. Mas con relação ao seu post, mesmo com os incentivos que existem pa
%d blogueiros gostam disto: